Paraibano deve presidir a CPI da Petrobrás versão 2.0

Surpresa na indicação do presidente da CPI da Petrobrás versão 2.0: o deputado paraibano Hugo Mota teria aceitado a oferta do deputado Eduardo Cunha, presidente da Câmara, para assumir a missão, que foi recusada, anteriormente, pelos deputados Lúcio Vieira Lima e Manuel Júnior. A relatoria da CPI deve ser entregue a um parlamentar do PT.
A informação é do jornalista Lauro Jardim, que publicou em seu Blog: “Diante da recusa de Lúcio Vieira Lima em presidir a CPI da Petrobras, o PMDB da Câmara decidiu que o cargo ficará com Hugo Motta, deputado da Paraíba que presidiu a Comissão de Fiscalização e Controle no mandato passado, o primeiro de sua carreira.”
E ainda: “Hugo, eleito aos 21 anos e hoje com apenas 25, foi um eleitor entusiasmado de Vieira Lima.Com a escolha, o objetivo do grupo de Eduardo Cunha é tentar cicatrizar a bancada. Lúcio foi derrotado por Leonardo Picciani por apenas um voto de diferença.” Mais em http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/.
Desafio – Trata-se de um desafio e tanto para um deputado jovem de segundo mandato, que vai para os holofotes nacionais, a partir de agora, e tanto pode sair bem na fita e consagrado, como com a imagem chamuscada se não souber escapar das labaredas de óleo cru que a Petrobrás inspira na mídia nacional.
Lauro Jardim Hugo na CPI

About Alexandre Almeida

0 comentar:

Postar um comentário

obrigado e comente sempre

Tecnologia do Blogger.